Reforço da imunidade: Astragalus, Equinacea, Vit C, Vit D, Zinco

Reforço da imunidade: Astragalus, Equinacea, Vit C, Vit D, Zinco

CÓDIGO: 380

Muitas pessoas se perguntam o que fazer para se proteger do coronavírus. É fato que no momento não há nenhum fármaco, fitoterápico, mineral ou vitamina com pesquisa comprovada que combate diretamente o COVID-19. O que podemos fazer é melhorar nossa imunidade, para que o nosso próprio corpo consiga combater o COVID-19, caso tenhamos contato com ele.

Disponível: Em estoque

R$69,90
ou 1x de R$69,90 sem juros
Frete e Prazo de Entrega:

*Campos Obrigatórios

Descrição

Detalhes

Lavar as mãos, evitar aglomerações, se isolar socialmente e evitar viajar são as principais precauções, além de construir um sistema imune mais forte. Com o sistema imune mais forte é possível que você apresente menos resfriados e menores sintomas de infecções virais, com resistência melhor nas infecções.

Indicações da fórmula para aumento da imunidade:

• Fortalecimento do sistema imune.


Estágio para Reforçar o Sistema Imune

O primeiro objetivo é você se certificar que esteja fornecendo nutrientes essenciais para o bom funcionamento do sistema imune, com consumo de uma dieta rica e saudável e suplementação nutricional adequada.

Depois disso, busque um estilo de vida saudável, isso inclui dormir adequadamente - de 7 a 8 horas, gerenciamento do estresse e a prática regular de exercícios físicos.

Ter um sistema imune funcionando bem inclui melhora da resistência em infecções oportunistas como resfriados e gripes, além de proteção contra doenças crônicas.

Evite o consumo de alimentos com baixa carga nutricional como açúcar refinado e gorduras saturadas, sobretudo àquelas provenientes de alimentos industrializados como pães, bolachas e fast-foods.

No gerenciamento do estresse, considere praticar técnicas de respiração e relaxamento, meditação, além de rezar, que é considerado também uma forma de acalmar o corpo e a mente.

Este complexo para aumento da imunidade contém fitoterápicos consagrados, vitaminas que participam ativamente do fortalecimento do sistema imune, além do mineral zinco.

Astragalus

Astragalus ou Astrágalo é uma erva que tem sido usada na medicina tradicional chinesa há séculos.

Tem muitos benefícios à saúde, incluindo efeitos imunológicos, antienvelhecimento e anti-inflamatórios.

Acredita-se que o astrágalo prolonga a vida e é usado para tratar uma grande variedade de doenças, como fadiga, alergias e resfriado comum. Também é usado contra doenças cardíacas, diabetes e outras condições.

Astragalus contém compostos vegetais benéficos que podem melhorar seu sistema imunológico.

O papel principal do seu sistema imunológico é proteger seu corpo contra invasores prejudiciais, incluindo bactérias, germes e vírus que podem causar doenças.

Algumas evidências mostram que o astragalus pode aumentar a produção de células brancas do sangue, que são as células do sistema imunológico responsáveis pela prevenção de doenças.

Em pesquisas com animais, a raiz do astrágalo demonstrou ajudar a matar bactérias e vírus em camundongos com infecções.

Embora a pesquisa seja limitada, também pode ajudar a combater infecções virais em humanos, incluindo o resfriado comum e a infecção do fígado.

Embora esses estudos sejam promissores, são necessárias mais pesquisas para determinar a eficácia do astrágalo na prevenção e tratamento de infecções.

Astragalus
Equinácea

Equinácea ou Echinacea é uma das ervas mais populares em todo o mundo. Os nativos americanos têm usado há séculos para tratar várias doenças.

Hoje, é mais conhecido como remédio herbal (fitoterápico) vendido sem receita para resfriado ou gripe comum. No entanto, também é usado para tratar dores, inflamações, enxaquecas e outros problemas de saúde.

Equinácea é bem conhecida por seus efeitos benéficos no sistema imunológico.

Numerosos estudos descobriram que esta planta pode ajudar seu sistema imunológico a combater infecções e vírus, o que pode ajudá-lo a se recuperar mais rapidamente de doenças.

Essa é uma das razões pelas quais a equinácea é frequentemente usada para prevenir ou tratar o resfriado comum.

De fato, uma revisão de 14 estudos constatou que tomar echinacea pode reduzir o risco de desenvolver resfriados em mais de 50% e diminuir a duração dos resfriados em um dia e meio.

Em resumo, embora a equinácea possa aumentar a imunidade, seus efeitos no resfriado comum não são claros.

Equinacea
Vitamina C

Algumas pesquisas apontam que altos níveis de vitamina C (ácido ascórbico) podem ajudar a livrar o corpo de toxinas.

A vitamina C é um antioxidante e necessário para produzir colágeno na pele.

O colágeno é a proteína mais abundante nos mamíferos, mantendo a pele e vários tecidos resistentes, mas flexíveis.

A deficiência de vitamina C resulta em uma condição conhecida como escorbuto, que atualmente não é um problema, pois a maioria das pessoas obtém vitamina C suficiente dos alimentos.

No entanto, é menos conhecido que a vitamina C também é altamente concentrada nas células imunológicas e rapidamente esgotada durante uma infecção.

De fato, uma deficiência de vitamina C enfraquece significativamente o sistema imunológico e aumenta o risco de infecções.

Por esse motivo, obter vitamina C suficiente durante uma infecção é uma boa idéia.

Vitamina D

Um dos papéis mais importantes da vitamina D é manter o sistema imunológico forte, para que você possa combater vírus e bactérias que causam doenças.

Ela interage diretamente com as células responsáveis pelo combate à infecção.

Se você costuma ficar doente, especialmente com gripes ou resfriados, baixos níveis de vitamina D podem ser um fator que contribui.

Vários grandes estudos observacionais mostraram uma ligação entre uma deficiência e infecções do trato respiratório, como resfriados, bronquite e pneumonia.

Vários estudos descobriram que tomar suplementos de vitamina D em uma dose de até 4.000 UI diariamente pode reduzir o risco de infecções do trato respiratório.

Em um estudo em pessoas com distúrbio pulmonar crônico, apenas aqueles que tinham uma deficiência grave de vitamina D tiveram um benefício significativo depois de tomar um suplemento em altas doses por um ano.

Zinco

O zinco é considerado um nutriente essencial, o que significa que seu corpo não pode produzi-lo ou armazená-lo. Por esse motivo, você deve obter um suprimento constante através de sua dieta.

O zinco é necessário para vários processos em seu corpo, incluindo:

• Expressão gênica; • Reações enzimáticas; • Função imune; • Síntese proteica; • Síntese de DNA; • Cicatrização de feridas; • Crescimento e desenvolvimento. O zinco é encontrado naturalmente em uma ampla variedade de alimentos vegetais e animais.

O zinco ajuda a manter seu sistema imunológico forte. Como é necessário para a função da célula imune e a sinalização celular, uma deficiência pode levar a uma resposta imune enfraquecida.

Os suplementos de zinco estimulam determinadas células imunes e reduzem o estresse oxidativo.

Por exemplo, uma revisão de sete estudos demonstrou que 80-92 mg por dia de zinco podem reduzir o comprimento do resfriado comum em até 33%.

Além disso, os suplementos de zinco reduzem significativamente o risco de infecções e promovem a resposta imune em adultos mais velhos.

Posologia recomendada:

Tomar uma dose ao dia, após o café da manhã.

Composição:

Astragalus 300 mg
Equinácea 250 mg
Zinco quelado 80 mg
Vitamina D 7.000 UI
Vitamina C revestida 500 mg

Referências:

Block KI, Mead MN. Immune system effects of echinacea, ginseng, and astragalus: a review. Integr Cancer Ther. 2003 Sep;2(3):247-67. https://doi.org/10.1177/1534735403256419

Gao XH, Xu XX, Pan R, Li Y, Luo YB, Xia YF, Murata K, Matsuda H, Dai Y. Saponin fraction from Astragalus membranaceus roots protects mice against polymicrobial sepsis induced by cecal ligation and puncture by inhibiting inflammation and upregulating protein C pathway. J Nat Med. 2009 Oct;63(4):421-9. Epub 2009 Jun 24. doi: 10.1007/s11418-009-0348-2

McCulloch M, Broffman M, Gao J, Colford JM Jr.Chinese herbal medicine and interferon in the treatment of chronic hepatitis B: a meta-analysis of randomized, controlled trials. Am J Public Health. 2002 Oct;92(10):1619-28. https://doi.org/10.2105/ajph.92.10.1619

Tang LL, Sheng JF, Xu CH, Liu KZ. Clinical and experimental effectiveness of Astragali compound in the treatment of chronic viral hepatitis B. J Int Med Res. 2009 May-Jun;37(3):662-7. https://doi.org/10.1177/147323000903700308

Percival SS. Use of echinacea in medicine. Biochem Pharmacol. 2000 Jul 15;60(2):155-8. https://doi.org/10.1016/s0006-2952(99)00413-x

Elaheh Jahanian, Rahman Jahanian, Hamid-Reza Rahmani & MasoudAlikhani. Dietary supplementation of Echinacea purpureapowder improved performance, serum lipidprofile, and yolk oxidative stability in laying hens. Journal of Applied Animal Research. VOL. 45, NO. 1, 45–51. https://doi.org/10.1080/09712119.2015.1091344

Melchart D, Linde K, Worku F, Bauer R, Wagner H. Immunomodulation with echinacea - a systematic review of controlled clinical trials. Phytomedicine. 1994 Dec;1(3):245-54. https://doi.org/10.1016/S0944-7113(11)80072-3

Kim HR, Oh SK, Lim W, Lee HK, Moon BI, Seoh JY. Immune enhancing effects of Echinacea purpurea root extract by reducing regulatory T cell number and function. Nat Prod Commun. 2014 Apr;9(4):511-4.

Shah SA, Sander S, White CM, Rinaldi M, Coleman CI. Evaluation of echinacea for the prevention and treatment of the common cold: a meta-analysis. Lancet Infect Dis. 2007 Jul;7(7):473-80. https://doi.org/10.1016/S1473-3099(07)70160-3

Karsch-Völk M, Barrett B, Kiefer D, Bauer R, Ardjomand-Woelkart K, Linde K. Echinacea for preventing and treating the common cold. Cochrane Database Syst Rev. 2014 Feb 20;(2):CD000530. https://doi.org/10.1002/14651858.CD000530.pub3

Hemilä H1. Vitamin C and Infections. Nutrients. 2017 Mar 29;9(4). pii: E339. https://doi.org/10.3390/nu9040339

Hemilä H1, Chalker E. Vitamin C for preventing and treating the common cold. Cochrane Database Syst Rev. 2013 Jan 31;(1):CD000980. https://doi.org/10.1002/14651858.CD000980.pub4

Carr AC, Maggini S. Nutrients. 2017 Nov 3;9(11). pii: E1211. doi: 10.3390/nu9111211. Vitamin C and Immune Function. https://doi.org/10.3390/nu9111211

Wintergerst ES1, Maggini S, Hornig DH. Immune-enhancing role of vitamin C and zinc and effect on clinical conditions. Ann Nutr Metab. 2006;50(2):85-94. Epub 2005 Dec 21. https://doi.org/10.1159/000090495

Schwalfenberg GK. A review of the critical role of vitamin D in the functioning of the immune system and the clinical implications of vitamin D deficiency. Mol Nutr Food Res. 2011 Jan;55(1):96-108. Epub 2010 Sep 7. https://doi.org/10.1002/mnfr.201000174

Lehouck A, Mathieu C, Carremans C, Baeke F, Verhaegen J, Van Eldere J, Decallonne B, Bouillon R, Decramer M, Janssens W. High doses of vitamin D to reduce exacerbations in chronic obstructive pulmonary disease: a randomized trial. Ann Intern Med. 2012 Jan 17;156(2):105-14. https://doi.org/10.7326/0003-4819-156-2-201201170-00004

Peter Bergman, Åsa U. Lindh, Linda Björkhem-Bergman, and Jonatan D. Lindh. Vitamin D and Respiratory Tract Infections: A Systematic Review and Meta-Analysis of Randomized Controlled Trials. PLoS One. 2013; 8(6): e65835. Published online 2013 Jun 19. PMCID: PMC3686844. PMID: 23840373. https://dx.doi.org/10.1371%2Fjournal.pone.0065835

Urashima M, Segawa T, Okazaki M, Kurihara M, Wada Y, Ida H. Randomized trial of vitamin D supplementation to prevent seasonal influenza A in schoolchildren. Am J Clin Nutr. 2010 May;91(5):1255-60. Epub 2010 Mar 10. https://doi.org/10.3945/ajcn.2009.29094

Bergman P, Norlin AC, Hansen S, Björkhem-Bergman L. Vitamin D supplementation to patients with frequent respiratory tract infections: a post hoc analysis of a randomized and placebo-controlled trial. BMC Res Notes. 2015 Aug 30;8:391. https://doi.org/10.1186/s13104-015-1378-3

Jat KR.Vitamin D deficiency and lower respiratory tract infections in children: a systematic review and meta-analysis of observational studies. Trop Doct. 2017 Jan;47(1):77-84. Epub 2016 May 13. https://doi.org/10.1177/0049475516644141

Hemilä H. Zinc lozenges and the common cold: a meta-analysis comparing zinc acetate and zinc gluconate, and the role of zinc dosage. JRSM Open. 2017 May 2;8(5):2054270417694291. eCollection 2017 May. https://doi.org/10.1177/2054270417694291

Hajo Haase, Lothar Rink. The immune system and the impact of zinc during aging. Immun Ageing. 2009; 6: 9. Published online 2009 Jun 12. PMCID: PMC2702361. PMID: 19523191. https://dx.doi.org/10.1186%2F1742-4933-6-9

Advertências:

1. Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.
2. Imagens meramente ilustrativas.
3. Pessoas com hipersensibilidade à(às) substância(s) não devem ingerir o produto.
4. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico.
5. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.
6.1. Manter em geladeira caso, estiver indicado no rótulo.
7. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
8. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
9. Este medicamento não deve ser utilizado durante o período de amamentação sem orientação médica.
10. Medicamentos em cápsulas não podem ser partidos ou mastigados.
11. Este medicamento não pode ser utilizado por indivíduos hipoglicêmicos sem orientação médica.
12. Este medicamento não pode ser utilizado por indivíduos hipertensos sem orientação médica.
13. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, UM MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO".


Venda mediante prescrição do profissional habilitado.
"Não se trata de propaganda e sim descrição do produto, consulte sempre um especialista".
* A Farmácia Sempre Viva é uma farmácia de manipulação, logo, os produtos anunciados neste site serão produzidos sob encomenda e serão postados na transportadora em até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento.
"O estabelecimento farmacêutico deve assegurar ao usuário à informação e orientação quanto ao uso dos medicamentos solicitados por acesso remoto" RDC 44 de 17 de agosto de 2009, Artigo 58.


Caso tenha alguma dúvida, converse com a farmacêutica!

Informação Adicional

Informação Adicional

Desconto no valor à vista(%) Não

As informações contidas neste site não devem ser usadas para automedicação e não substituem em hipótese alguma a medicação prescrita pelo profissional da área médica.Somente o médico está em condições a diagnosticar qualquer problema de saúde e prescrever o tratamento adequado.Evite a automedicação: Informe-se com o farmacêutico. Maiores esclarecimentos,consultar o site: www.anvisa.gov.br. Medicamentos controlados somente com apresentação da receita na loja física.SE PERSISTIREM OS SINTOMAS,O MÉDICODEVERÁ SER CONSULTADO.EVITE AUTOMEDICAÇÃO. NÃO SE TRATA DEPROPAGANDA,E SIM DE DESCRIÇÃO DO PRODUTO,CONSULTE SEMPRE UM ESPECIALISATA.Em caso de dúvidas,fale com o nossa farmacêutica ou faça-nos uma visita. Consulte nossas opções de Frete Grátis para todo o Brasil.